Poesia de Cordel

sexta-feira, 20 de maio de 2011

O genial Zé Catota


José Lopes Neto nasceu no Riachão, município de São José do Egito, em 05 de agosto de 1917.
Filho de José Lopes Filho e de Euflasina Maria da Conceição, o popular Zé Catota fez do improviso sua marca registrada, o que lhe rendeu o reconhecimento da imprensa pernambucana, aparição no Fantástico e a gravação de especiais para televisões da França e da Holanda.
Seu domínio com a poesia e a viola rendeu-lhe o título de Metralhadora do Repente.
Há pouco tempo, em sua casa modesta na cidade de São José, o poeta foi perguntado, por um eventual visitante, quais dos cantadores antigos ainda restavam pra contar a historia da poesia, o mestre respondeu com um improviso:

O genial Zé Catota, poeta quase centenário, mora em São José do Egito, praticamente esquecido, sem o devido reconhecimento a sua grandeza poética. Como todo grande poeta que atinge uma idade avançada, para quem viveu a boemia, o mestre só se comunica através de versos improvisados. Não fala mais, só improvisa. A pouco tempo, em sua casa modesta num bairro periférico de São José, foi perguntado, por um eventual visitante, quais dos cantadores antigos ainda restavam pra contar a historia da poesia, o mestre desfila sua magoa em mais um improviso impagável;

Dos cantadores antigos
Tem eu e Pedro Amorim
Eu aqui em São José
Pedro lá em Itapetim
Por lá ninguém lembra dele
Aqui esquecem de mim.

Como diria Pinto do Monteiro, “A cascavel do repente”, “Poeta é aquele que tira de onde não tem e bota aonde não cabe”.

Até nas flores se vê
A diferença da sorte
Umas enfeitam a vida
Outras enfeitam a morte".



Zé Catotaa sextilha em que o mestre pega na deixa um verso do cantador Expedito Sobrinho:

"Em breve irei açoitar
Os vates do pajeú".


Zé Catota disse:

Saia de Caruaru,
Passe pelo Moxotó,
Vá açoitar os poetas
De Patos a Piancó,
Na volta, apanhe dos três:
Louro, Zé Catota e Jó.


cantando com Pedro Amorim, quando este improvisou a sextilha:

Vivo muito bem na vida
E tu vives atrasado.
Possuo fazenda, açude
E cana do outro lado.
Tu só tens um Jeep velho,
Além de velho, quebrado.


Zé Catota disse:

Chamar fazenda sem gado,
Eu acho melhor que deixe;
A sua cana cortada
Talvez não dê nem um feixe.
Esse açude de que fala,
Tem mais dono do que peixe.



2 comentários: